#PHPoemaday - A Onça

Trocados

Dizem estudos que a onça, mamífero de porte médio vive aproximadamente de 10 a 20 anos. 
E eu trabalhador assalariado, de porte minúsculo perante a massa cinzenta de cimento armado, posso ter uma vida in-útil de até 85 anos. 
Acho extremamente improvável que o ciclo da vida esteja equilibrado. 
Aliás nem eu, drogado pelos vícios de mentiras e álcool destinado (ops, destilado) viverei esse tempo todo, como as onças pintadas em minha carteira viverão dois dias sem antes cair em mãos dos caçadores capitalistas. 
Já tive vontade de soltá-las; as onças. Mas de tanto passar de mão em mão, acabaram por sujar as carteiras-assinadas e assassinadas da família tradicional brasileira. 
As onças que caço diariamente, mal dão para pagar o aluguel. Coitadas. 
Caça virou caçador e assim este valor eu te dou.
Troca aqui minha suja onça, por dez araras bizarras.

Adriana H. Tavares

Deixe um comentário

Azu-leie também